NATAL 2018

Seja bem vindo/a!

Que bom que nos encontramos aqui! Volte sempre! Aqui você encontrará vários subsídios e dicas de como celebrar a NOVENA EM PREPARAÇÃO PARA O NATAL deste ano.

Leia, imprima, utilize. Vamos fazer a festa que Jesus merece: alegre, convertedora, comprometida, fraterna e missionária.

O texto que você tem em mãos – o livreto da novena de Natal – é o texto principal. Esta página virtual deve funcionar como uma companheira que auxiliará e complementará os encontros que você realizará com os seus irmãos e irmãs da novena.

Se você tiver alguma dúvida, ou alguma sugestão, deixe-a aqui. Desde já obrigado pela sua participação. Estaremos o tempo todo em contato.

Deus o abençoe!

Padre Cristovam Iubel


Cantos para a Novena de Natal: Clique Aqui

Cantos do CD Natal de Jesus: Clique Aqui

Sugestões para encenação de Natal: Modelo 1 e Modelo 2

 


6 FORMAS DE REALIZAR O GESTO CONCRETO

O gesto concreto da Novena de Natal é um sinal de acolhida do Menino Jesus, descobrindo-o nos mais sofredores e/ou pobres. É sinal de conversão, de que se entendeu a generosidade de Deus para conosco e está se abrindo em generosidade ao próximo.

O gesto concreto não é tudo o que podemos fazer – seria muito pouco! – mas um sinal de que estamos dispostos a assumir o amor de Deus por nós, assumindo o amor para com o outro. A seguir, elenco seis modos de realizar o gesto concreto:

1. Gesto concreto diocesano: em comunhão com o Bispo, a diocese opta por uma ação que pode ser para instituição, por exemplo, diocesano, ou fora da diocese (missionária).

2. Gesto concreto paroquial: as comunidades, com seus grupos de novena, se juntam para fazer um sinal concreto, que pode ser para alguma instituição (ou famílias) dentro ou fora da Paróquia.

3. Gesto concreto comunitário: cada comunidade da paróquia escolhe o seu gesto concreto, podendo beneficiar uma ou mais famílias (ou instituições).

4. Gesto concreto familiar: a novena é celebrada em grupos de famílias, mas cada família decide que gesto fará e para quem.

5. Gesto concreto grupal: é aquele em que o grupo que celebra decide que gesto fará e a quem fará, cada família partilha algo e alguém do grupo, ou todo o grupo faz a entrega.

6. Gesto concreto individual: o grupo decide que cada pessoa fará o seu gesto, a partir da sua generosidade, destinando-a a quem quiser. Esse gesto pode ser feito, inclusive, por quem não conseguiu participar da novena.

Destas 6 modalidades de gesto concreto, o feito em grupo é o mais comum, já que quem celebra junto, partilha junto. Mas também os gestos paroquial/comunitário são significativos, pois ao rezar juntos, também juntos partilham o que têm, imitando os magos que levaram seus presentes a Jesus. O importante é que quem celebra a novena faça um sinal/gesto de conversão, e transforme esse gesto em ação contínua de partilha e generosidade, inclusive pela contribuição do dízimo, que sustenta a ação evangelizadora das comunidades.